UCUÚBA

Nome científico: Virola surinamensis (Rol.) Warb. Nome popular: ucuúba Família botânica: Myristicaceae Características gerais – É uma árvore com 25 a 30 m de altura, comumente encontrada em lugares alagados, geralmente perto de igapós. É nativa de toda a região amazônica.  No Brasil, é encontrada nos estados do Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará, Pernambuco e Roraima, segundo o pesquisador H. Lorenzi, autor do livro “Árvores Brasileiras”. No exterior, é encontrada em países como Colômbia, Costa Rica, Equador,…

Continue reading

INAJÁ

  Nome científico: Maximiliana maripa Nomes populares: inajá, anaiá, coqueiro-anaiá, anajá, aritá, inajazeiro, maripá e najá. Família botânica: Arecaceae Características gerais: é uma palmeira de até 20 metros, nativa do estado do Pará. Possui estipe anelado, com ótimo palmito, folhas dispostas em cinco direções, inflorescências interfoliares, frutos com polpa suculenta, comestível, e amêndoa da qual se extrai óleo amarelo, também comestível. Curiosidades: segundo o folclore brasileiro, Inaiá era uma linda índia de origem Tupi que reinava nos bosques…

Continue reading

UBUÇU

(Fonte: Wikipedia, a enciclopédia livre. Imagem: domínio público) Nome científico: Manicaria saccifera Nomes populares: ubuçu, buçu Família botânica: Arecaceae Características gerais: é uma palmeira encontrada em Trinidad e em outras localidades das Américas Central e do Sul. Produz frutos em forma de cocos pequenos. Abundante nas margens das várzeas e ilhas da Amazônia, principalmente no Amazonas, no Pará e no Amapá. Sua palha é utilizada por ribeirinhos para a cobertura de casas. O estipe alcança de 3 a 5 m…

Continue reading

PATAUÁ

(Fonte: Wikipedia, a enciclopédia livre) Nome científico: Oenocarpus bataua. Sinonímia: Oenocarpus batawa Wallace (1853), orth. var.; Jessenia polycarpa H.Karst. (1857); Jessenia oligocarpa Griseb. & H.Wendl. ex Griseb. (1864); Jessenia repanda Engl. (1865); Jessenia bataua (Mart.) Burret (1928); Jessenia weberbaueri Burret (1929). Nome popular: patauá Família botânica: Arecaceae Características gerais: palmeira originária da Amazônia, que produz um fruto comestível rico em óleo de alta qualidade. Própria da floresta pluvial tropical, é abundante nas zonas úmidas a menos de 1000 m acima do nível do mar,…

Continue reading

MAMONCILLO

Nome científico: Melicoccus bijugatus. Nomes populares: lima-espanhola, genip, guinep, genipe, ginepa, quenepa, chenet, canepa, mamon, huaya ou guaym. Família botânica: Sapindaceae Características gerais: é indígena de uma vasta área das Américas, que inclui a América Central continental, o Caribe e a Colômbia, na América do Sul. No Brasil, foi introduzido pela UNESP/Jaboticabal. Sua árvore pode crescer até a altura de 30 metros. São atribuídos ao fruto várias propriedades medicinais, sendo alvo de estudos em especial por sua…

Continue reading

Ameixa-da-mata

  Nome científico: Eugenia candolleana DC. Nomes populares: ameixa-da-mata, cereja-de-joinville, murta, murtinha. Família botânica: Myrtaceae Distribuição geográfica e habitat: é endêmica do Brasil. Ocorre preferencialmente na Floresta Ombrófila Densa.  Características gerais da ameixa-da-mata É semidecídua, com até 7 m de altura, copa rala e ramos arqueados. Tronco: revestido por casca fina, lisa, descamante de cor marrom vermelhada, desnudando um tronco liso e avermelhado. Folhas: são acuminadas ou lanceoladas, glabras e lustrosas e com até 8 a…

Continue reading

CAMBUÍ-ROXO

Nome científico: Eugenia candolleana DC. Nomes populares: ameixa-da-mata, murta, murtinha, cambuí, cambuí-roxo, cereja de Joinville. Família botânica: Myrtaceae Distribuição geográfica e habitat: é endêmica do Brasil. Ocorre preferencialmente na Floresta Ombrófila Densa.  Características gerais: é semidecídua, com até 7 m de altura, copa rala e ramos arqueados. Tronco: revestido por casca fina, lisa, descamante de cor marrom vermelhada, desnudando um tronco liso e avermelhado Folhas: são acuminadas ou lanceoladas, glabras e lustrosas e com até 8 a…

Continue reading

FRUTA-DE-LOBO

    Nome científico: Solanum lycocarpum St. Hil. Nome popular: fruta-de-lobo, lobeira, fruta-de-lobo-guará, jurubebão, berinjela-do-campo, maçã-do-cerrado. Família botânica: Solanaceae Distribuição geográfica e habitat: espécie encontrada no Cerrado brasileiro. Características gerais da fruta-de-lobo É uma árvore espinhenta de pequeno porte, que atinge até 5 metros de altura, com copa arredondada. Folhas: alternas, simples, sem estípulas. Flores: bissexuadas, diclamídeas, dispostas em inflorescências cimosas,  nas cores violeta ou branca. Fruto: baga com até 15 cm de diâmetro, de cor verde-amarelado, com…

Continue reading

AROEIRA-VERMELHA

Nome científico: Schinus terebinthifolius Nomes populares: aroeira, aroeira-vermelha, aroeira-pimenteira, poivre-rose (em francês), aguaraíba, aroeira-branca, aroeira-da-praia, aroeira-do-brejo, aroeira-do-campo, aroeira-do-paraná, aroeira-mansa, aroeira-negra, aroeira-precoce, aroerinha-do-iguapé, bálsamo, cambuí, fruto-do-sabiá. Família botânica: Anacardiaceae Características gerais: árvore nativa da América do Sul, ocorrendo em boa parte da América Latina. No Brasil, ocorre do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul, em várias formações vegetais, sendo mais comum em beiras de rios. É uma árvore de porte médio, dioica, encorpada, de copa densa…

Continue reading

LULO

    Nome científico: Solanum quitoense Lam. Nomes populares: lulo, naranjilla, guinde Família botânica: Solanaceae Distribuição geográfica e habitat: fruta originária da região andina, no noroeste da América do Sul. É encontrada na Bolívia, na Colômbia, na Costa Rica, no Equador, em Honduras, no Panamá, no Peru e na Venezuela. Foi recentemente introduzida no Brasil. Características gerais do lulo É um arbusto espinescente, com 1 a 2 metros de altura, de crescimento rápido, rústico, anual, da família das…

Continue reading