1 de março de 2021

1 de março de 2021

BOLETIM 06/2021
O HUANGLONGBING (HLB) NA VENEZUELA

O Huanglongbing (HLB) ou Greening é a doença mais importante da citricultura mundial, foi relatada inicialmente na China no final do século XIX e posteriormente na África no início do século XX.
20 de julho de 2018

Fundecitrus abre inscrições para seu mestrado

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo 2018 do MasterCitrus, o Mestrado Profissional em Controle de Doenças e Pragas dos Citros mantido pelo Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus). Os interessados podem inscrever-se até o dia 31 de agosto. As aulas terão início em janeiro de 2019.
3 de outubro de 2017

TodaFruta realiza seminário sobre controle de HLB

O portal TodaFruta realizou no dia 22 de setembro, na Estação Experimental de Citricultura de Bebedouro (EECB), um seminário abordando o tema “Nutrição e Adubação de Citros para controle de HLB”. Os palestrantes do evento acentuaram que a nutrição é insuficiente para controlar a doença, que segundo afirmaram não tem cura, recomendando que todas as medidas preconizadas devem ser adotadas pelos produtores para que os danos sejam menores. .
2 de junho de 2017

Pragas e doenças afetam qualidade do suco de laranja

Um pomar com baixa incidência de pragas e doenças, decorrente da adoção de práticas adequadas de controle, permite que as frutas de laranja permaneçam por mais tempo na árvore e sejam colhidas somente quando atingirem os melhores indicadores de qualidade do suco, além de apresentar melhor qualidade externa.
7 de abril de 2017

Fundecitrus apura incidência de HLB e CVC em SP e MG

O Fundecitrus iniciou no dia 4 de abril a o levantamento de incidência de HLB (huanglongbing/greening) e CVC (clorose variegada de citros), duas das piores doenças da citricultura, nos pomares de laranja do parque citrícola de São Paulo e do sudoeste de Minas Gerais.
7 de fevereiro de 2017

IDENTIFICAÇÃO DE HLB EM LIMÃO É MAIS DIFÍCIL

No Fundecitrus, a demanda por diagnóstico de HLB em plantas de lima Tahiti vem crescendo. Segundo técnicos da entidade, isso se deve à dificuldade de identificar os sintomas da doença, principalmente nas folhas, em plantas de citros que não são laranjeiras.